O objetivo das Praças de Esportes e Cultura é integrar num mesmo espaço físico, programas e ações culturais, práticas esportivas e de lazer, formação e qualificação para o mercado de trabalho, serviços sócio-assistenciais, políticas de prevenção violência e inclusão digital.

Cidades do Ceará terão recursos do paC para construção de praças

O interior do Ceará será beneficiado com a construção de 17 novos espaços para a prática de esportes e cultura. Os projetos estão inseridos no plano de aceleração do Crescimento (PAC 2), na modalidade Comunidade Cidadã e os recursos, que somam mais de R$ 35 milhões, serão repassados pela Caixa Econômica Federal às prefeituras cearenses.

Entre os municípios que serão beneficiados está a cidade de Tauá, que assinou nesta terça-feira (27), na sede da superintendência regional da Caixa, o contrato que fará a liberação de recursos para a construção de uma praça em terreno de 3 mil metros quadrados. Segundo o prefeito Odilon Aguiar, a praça será construída entre dois bairros de grande fluxo populacional. “Estamos descentralizando a oferta de equipamentos públicos em nosso município. Essa praça será um ótimo espaço de lazer com todo apoio social do município”, explicou. Assinatura contou com a participação do gerente regional de Governo da Caixa, José Ney Monteiro, e do superintendente regional Ricardo Walraven.

O objetivo das Praças de Esportes e Cultura é integrar num mesmo espaço físico, programas e ações culturais, práticas esportivas e de lazer, formação e qualificação para o mercado de trabalho, serviços sócio-assistenciais, políticas de prevenção violência e inclusão digital, de modo a promover a cidadania em territórios de alta vulnerabilidade social das cidades brasileiras.

De acordo com o superintendente Ricardo Walraven, o Governo Federal, por meio da Caixa Econômica, entra com os recursos para a construção das praças e os municípios ficarão responsáveis pela gestão do espaço, como coordenação de oficinas de capacitação, modalidades esportivas, apresentações culturais e de arte. “Essa parceria entre a Caixa e as prefeituras do interior cearense é fundamental. a união das esferas públicas contribuirá para a qualidade de vida das populações beneficiadas”, enfatizou.

Ao todo, foram selecionadas no Brasil, 800 cidades que receberão investimentos semelhantes. Até o momento, 17 prefeituras no interior cearense já contrataram com a Caixa a execução dessas obras (lista abaixo). Após a assinatura dos contratos, as prefeituras passam a iniciar o processo licitatório.

Fortaleza- Na capital, seguindo a mesma linha de recursos, a prefeitura irá construir três praças (bairros Ancuri, Vicente Pizon e Granja Lisboa) , que juntos somam o montante de R$ 9,2 milhões.  Cidades do Ceará terão recursos do PAC para construção de praças

Projeto

Para facilitar a contratação por parte das prefeituras, o Governo Federal disponibilizou aos municípios três modelos de projeto de referência. Cabe a cada município realizar adaptações no projeto ou elaborar projeto próprio, adequando sua proposta às condições do terreno e às especificidades locais, sem descaracterização do conceito da proposta.

A execução do projeto será administrada pelo município e os valores do repasse serão transferidos pela Caixa de acordo com o cronograma de execução da obra. Vale ressaltar que o banco realizou a análise técnica de engenharia e do orçamento e custos apresentados em cada projeto apresentado no Ceará.

Grande parte dos projetos que serão executa- dos no interior do estado foi adaptada do modelo de projeto de 3.000 m². Neste projeto, constam 2 edifícios multiuso, dispostos numa praça de esportes e lazer: CRAS; salas multiuso; biblioteca; telecentro; cineteatro/auditório com 60 lugares; quadra poliesportiva coberta; pista de skate; equipamentos de ginástica; playground e pista de caminhada.

Assessoria de Imprensa CAIXA – Regional Norte e Sul do Ceará

COMPARTILHAR