De acordo com relato de testemunha, chovia na hora em que o fato aconteceu. O excesso de velocidade pode ter sido a causa do acidente

A van NVA-3613, que havia saído de Sobral em direção a Senador Sá, capotou nas proximidades da zona urbana de Massapê. Seis passageiros fi caram em estado grave - Foto Marcos Mesquita

Pelo menos dezesseis pessoas estavam na van que capotou por volta do meio-dia de ontem, 26, no km 22, da CE 362, na zona urbana da cidade de Massapê. O veículo havia saído de Sobral com destino a cidade de Senador Sá. Segundo o delegado de Polícia Civil de Massapê, José Fernandes Junior, chovia no momento do acidente.

As vítimas foram levadas para o hospital municipal da cidade, onde receberam os primeiros cuidados. De acordo com a equipe médica, a maioria apresentava apenas escoriações pelo corpo e, após realização de exames, foram liberadas. Pelo menos seis vítimas em estado grave foram transportadas para a Santa Casa de Misericórdia de Sobral.

“Vieram vários pacientes de uma só vez. Por sorte, outra médica, dra. Priscila, que estava em uma topic que vinha atrás da que sofreu o acidente, veio também para o hospital e nos ajudou a atender os feridos. Junto com a equipe do hospital, nós fizemos a triagem, realizamos os primeiros procedimentos e, de acordo com a gravidade, os pacientes foram encaminhados para Sobral”, informou a médica Ivna Fernandes, que estava de plantão no Hospital Municipal de Massapê.

Através de sua assessoria de comunicação, a Santa Casa de Sobral informou que o quadro de saúde dos pacientes é estável e não inspira maiores cuidados. De acordo com funcionários da cooperativa de transporte a qual o veículo pertencia, o motorista da van teria tentado desviar de um carro que trafegava na contramão, o que teria provocado o acidente.

Mas, com base no relato de uma das vítimas, a Polícia Civil apresentou outra versão. “Tivemos acesso a informações prestadas por uma das pessoas que estavam na van no momento do acidente. Ela disse que chovia e o condutor do veículo estava desenvolvendo uma velocidade acima do permitido. Logo ao chegar nas proximidades da Escola Profissionalizante do Município de Massapê, acreditamos nós, o veículo tenha aquaplanado e descido o aterro”, disse o delegado José Fernandes Junior.

Um inquérito policial será instaurado para apurar as verdadeiras causas do acidente. O documento deve ficar pronto no prazo de trinta dias.

Marcos Mesquita

jornal@sobralnews.com.br

COMPARTILHAR