Publicado em: 27/03/2012

Terceirizados da Coelce continuam com serviços paralisados

Os trabalhadores terceirizados da Coelce permanecem em greve em todo o Estado, desde o dia 13 deste mês. Em Sobral eles estão concentrados na praça do Teatro São João aguardando resoluções entre o Sindeletro e a empresa.

Funcionários terceirizados da Coelce vão às ruas em estado de greve - Foto: Carlos ritchelly

A paralisação está prejudicando boa parte dos serviços, a partir da manutenção de rede até a leitura de consumo feita em residências e empresas. A proposta de reajuste de 6,19% por parte dos empresários, isto depois de várias rodadas de negociações, não agradou os trabalhadores e a categoria decidiu pela continuidade da paralisação.

Além de reajuste salarial a categoria reivindica plano de Saúde para dependentes, plano de Cargos e Carreiras e melhores condições de trabalho. Os eletricitários reivindicam um piso salarial de dois salários mínimos, valor equivalente ao que era pago há doze anos.

A Coelce esclarece que as negociações do acordo coletivo que motivaram a paralisação dos eletricistas que prestam serviço à companhia envolvem a categoria e a classe patronal das empresas prestadoras de serviço, representados pelo Sindeletro e pelo SindiEnergia-CE. A companhia foi surpreendida com a deflagração da greve, uma vez que havia sido informada que as negociações entre as duas partes estavam em andamento. A Coelce está acompanhando o processo e tomando medi- das necessárias para minimizar os impactos para a população.

Carlos Ritchelly

jornal@sobralnews.com.br