Por Edwalcyr Santos

A Prefeitura prorrogou o prazo que seria até esta segunda-feira, 12/08, e não os comunicou, segundo informou a ambulante Socorro Martiniano. O prazo acabou, e os ambulantes foram trabalhar, mesmo temendo que a Guarda Municipal os obrigasse a se retirarem como aconteceu dia 21 de abril de 2017, quando houve confronto, diante de ação truculenta da Guarda Municipal na última tentativa de reorganizar a calçada do mercado.

A Assessoria de Comunicação da Prefeitura informou ao Sobral News que o motivo da prorrogação é que a parte interna do mercado onde serão instalados os novos boxes terá que passar por uma reforma sem prazo definido para o término e que depois haverá uma reunião com o chefe de Gabinete, David Gabriel Ferreira Duarte, para marcar nova data.

A ambulante Socorro Martiniano, 52, moradora do Conjunto Caiçara, disse que ao contrário do que falou a assessoria, um guarda municipal não identificado que fazia ronda pelo mercado lhe informou que a partir de segunda-feira, 12, viria uma equipe para retirar todas as mercadorias da calçada. “O prefeito não pode fazer isso porque somos pais de família e precisamos trabalhar” disse Socorro Martiniano.

Em entrevista ao Sobral News dia 31/07, a coordenadora de Turismo e Atração de Investimentos, Suiany Teixeira Barbosa Morais, disse que a ação de retirada dos ambulantes do entorno do mercado tem o objetivo de liberar o fluxo nas calçadas. “Essa ação não é para expulsar os ambulantes, mas para que possam usar o espaço apropriado para o tipo de venda de cada um e por questão de saúde pública”. Afirma Suiany Teixeira.

COMPARTILHAR