Objetivando ingressar de modo destacado no ranking dos maiores produtores de leite do país, elevando o mercado agropecuário do Ceará, o grupo empresarial Oscar Rodrigues Júnior (Gorj) vem fazendo grandes investimentos, que vão desde a aquisição de propriedades a matrizes e sêmens de raças premiadas.
A primeira preocupação do empresário Oscar Rodrigues Júnior foi com a aquisição de áreas para a produção de alimentos, que já acontece de forma significativa, mas que precisa ser aumentada na mesma proporção dos rebanhos, que este ano deverão somar algumas milhares de cabeças.
Quem visita a Fazenda Tanques, no município de Umirim e vê a quantidade de máquinas e equipamentos de ponta, plantel de animais das melhores raças, além de uma completa estrutura de galpões dispondo de banco do coleta de leite, clínica veterinária, maquinas e implementos sofisticados, que asseguram o aumento gradativo e a qualidade do produto final – o leite in natura distribuído para os grandes laticínios do Estado.
Na fazenda Nova Esperança, onde se inciou a saga agropecuária, existe um laboratório de fertilização in vitro (FIV), uma técnica de reprodução medicamente assistida, e que consiste na colocação, em ambiente laboratorial, (in vitro), de um número significativo de espermatozóides, 50 a 100 mil, ao redor de cada ovócito II, procurando obter pré-embriões de boa qualidade que serão transferidos, posteriormente. O tratamento consiste em realizar a fecundação do óvulo com o espermatozoide no laboratório de embriologia; um processo in vitro que requer o cultivo em laboratório para permitir a observação do correto desenvolvimento dos embriões e posterior transferência ao útero materno para a confirmação da gravidez.
Após haver dominado as tecnologias que asseguram a qualidade dos rebanhos, o jeito é multiplicar as espécies e formar rebanhos com linhagem de excelência, e que sejam atrativos para o mercado produtor de leite, especialmente. Um grande rebanho necessita de uma significativa produção de forragens. Para isso o Grupo Oscar Rodrigues Júnior (GORJ) já adquiriu duas colheitadeiras da marca John Deere,  modelo 8300, o mais avançado de Forrageira existente no mercado. A máquinas do Gorj Agropecuária são as únicas existentes no Estado do Ceará, um investimento de quase R$ 5 milhões.
O economista e conselheiro do grupo, Thiago Dias, “esse equipamento impressiona pela sua precisão. Ele colhe o Sorgo e o deixa com a melhor forma para a digestão dos animais, além de ter um alto índice de rendimento”, destacou. O modelo 8300 é uma máquina destinada para o mercado de produtores de leite ou carne que buscam colher a forragem no campo e fechar o silo rapidamente, evitando assim perdas de qualidade. Oferece conforto e segurança ao operador, baixo custo da forragem colhida e baixo custo de manutenção.

A previsão do empresário Oscar Rodrigues Júnior é que o rebanho leiteiro chegue a cerca de 4 mil cabeças, até o final deste semestre, e que o aumento na produção de leite possa colocar seu grupo no ranking dos maiores produtores do Ceará, inicialmente.

COMPARTILHAR