Talvez por força do hábito, acreditam que madrugando resolverão mais rapidamente suas pendências. Mas ao iniciar o atendimento, às 10h, e começar a distribuição das senhas, logo se percebe que mais horas serão gastas na espera. O salão de atendimento logo fica lotado, dificultando até mesmo a movimentação. “É um absurdo. Desde sete horas estou aqui. Estou com a senha 34, são onze e meia e ainda estão atendendo a 16. E pra completar, o painel ainda está quebrado”. Reclama uma dona de casa que não quis se identificar.

Não é de hoje que os clientes reclamam do atendimento realizado pelo banco, especialmente na área de atendimento referente ao Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS), Programa de Integração Social (PIS) e benefícios sociais, como o bolsa família. “Já está na hora de colocarem mais uma agência na cidade. No último dia 6 (de janeiro), o pessoal já estava brincando, dizendo que a Caixa tinha antecipado a sexta-feira 13”, relata a cliente, sem perder o bom humor. Além da agência Sobral, a Caixa dispõe de mais uma unidade, vizinha ao Centro de Convenções, mas que não faz atendimento referente a benefícios.
O novo gerente geral da Caixa em Sobral, Carlos Oliveira, adianta que está prevista a inauguração de uma nova agência, a Dom José, no segundo semestre deste ano, além de mais uma unidade de auto-atendimento, com 10 unidades. “Enquanto isso, estamos antecipando o atendimento dos trabalhadores beneficiados pelo programa Bolsa Família para as 8h”, afirma Oliveira. Segundo ele, o prédio, inclusive, já está alugado, aguardando apenas as autorizações necessárias para iniciar a instalação da unidade.
Além disso, foi ampliado o quadro de estagiários para o atendimento e triagem de clientes. “Agora temos dez estagiários fazendo a triagem dos clientes, tirando dúvidas e orientando. Muitos dos procedimentos poderiam ser feitos em correspondentes bancários, por telefone ou nos caixas eletrônicos, evitando esperas desnecessárias e superlotação na agência”, explica o supervisor de atendimento Hélio Dias. Com as medidas, segundo ele, o número de atendimentos diários nos caixas caiu pela metade, passando de 700 para 350.
O gerente Carlos Oliveira destaca ainda que a Caixa está automatizando os processos de recebimento das solicitações, contando atualmente com mais de 90% dos pedidos enviados de forma eletrônica pelas empresas empregadoras. Já em relação ao pagamento desses recursos, o banco conta uma rede parceira na região de Sobral formada por 19 casas lotéricas, sendo cinco na sede do município. Existem, ainda, 11 correspondentes “Caixa Aqui”, que também realizam esses atendimentos e podem ser utilizado pelos demais clientes que desejam fazer transações como recebimento de benefícios sociais, seguro-desemprego, saques e depósitos até o limite de R$ 1 mil, além de pagamento de contas, recarga de celulares e solicitação de saldo e extrato.

 

Jerfson Lins
jlins@sobralnews.com.br

COMPARTILHAR